image
Katayama Pecuária

Concebido em 2010, o Programa Katayama de Genética Avaliada (PKGA) profissionalizou a gestão da seleção dos rebanhos da raça Nelore do Grupo Katayama, cujas avaliações genéticas já vinham sendo realizadas pela Associação Nacional de Criadores e Pesquisadores (ANCP), desde 2003.

O PKGA é coordenado por um time de especialistas em melhoramento genético com diretrizes claras para melhorar, a cada geração, características de grande importância econômica na pecuária de corte de ciclo curto a pasto: reprodução (fertilidade, precocidade sexual e longevidade reprodutiva), crescimento (peso e ganho em peso), qualidade de carcaça (musculosidade e acabamento de gordura) e habilidade materna.

No PKGA, todas as matrizes são monitoradas quanto à sua performance reprodutiva e habilidade maternal e todos os produtos passam por avaliações ao longo das fases de cria e recria. Essas informações suportam as avaliações de desempenho e genéticas que, por fim, norteiam a seleção e os acasalamentos dirigidos.

De forma inovadora, o PKGA é 100% genômico! Com isto, a seleção do Nelore Katayama tornou-se mais dinâmica e eficiente e, por conseguinte, assegura aos clientes resultados mais consistentes e satisfatórios em seus rebanhos.
Assim é o PKGA, um programa direcionado para se produzir a genética do Nelore produtivo e rentável para diferentes sistemas de produção a pasto no país.

O PKGA+, Programa Katayama de Genética Avaliada, desde 2019, adotou uma dinâmica diferenciada em seu processo de seleção intra-rebanho, a avaliação genômica. Este conceito, bastante difundido nos principais mercados de bovinos de corte no exterior, utiliza a informação do genoma dos animais para melhorar a estimativa de valores genéticos dos reprodutores, elevando consideravelmente as taxas de ganho genético. Com isso, a Katayama Agropecuária potencializou a seleção de seus rebanhos, atribuindo maior precisão na escolha dos touros que irão ao mercado, bem como, na escolha dos reprodutores que determinarão as futuras gerações do criatório KA. Com um rebanho 100% genotipado, a Katayama oferece a seus clientes a melhor tecnologia de seleção genética disponível no mercado mundial, o que resulta em maior satisfação e confiabilidade da compra de touros e matrizes geneticamente melhoradores das características econômicas na pecuária de ciclo curto (extremados no cenário nacional).

Programa Katayama de Genética Avaliada (PKGA)

No conceito do PKGA, a reprodução é priorizada diante do maior impacto econômico na produção de bezerros. Assim, na seleção do Nelore Katayama, busca-se que as matrizes tenham crescente potencial genético para emprenhar precocemente, reconceber a cada estação de monta e ter longevidade reprodutiva dentro do rebanho. Com isto, foi estabelecida a primeira regra do PKGA:

icone

A MATRIZ NELORE KATAYAMA TEM QUE EMPRENHAR NOVA E PERMANECER PRODUZINDO UM BEZERRO, A CADA ANO, NO REBANHO.


A produção de bezerros de qualidade também assume uma grande importância econômica na cria, e por isto o peso a desmama e a habilidade materna da vaca são critérios importantes do PKGA. Em evolução, a primeira regra é complementada pelo componente desempenho do bezerro desmamado, sendo:

icone

A MATRIZ NELORE KATAYAMA TEM QUE EMPRENHAR NOVA E PERMANECER DESMAMANDO UM BEZERRO PESADO, A CADA ANO, NO REBANHO.


Na fase de recria de machos e fêmeas, o desempenho pós-desmama é determinante para a eficiência das atividades de terminação e exposição de novilhas à reprodução. Desta forma, o contínuo progresso genético do peso e ganho em peso pós-desmama também constitui um alvo do PKGA. Agora, a abrangência da orientação da seleção carreia a isto:

icone

A MATRIZ NELORE KATAYAMA TEM QUE EMPRENHAR NOVA E PERMANECER DESMAMANDO UM BEZERRO PESADO, A CADA ANO, NO REBANHO, QUE SERÁ TERMINADO COM PESO ADEQUADO EM IDADE JOVEM.


Concluindo, o modelo do Nelore funcional no PKGA está na qualidade da carcaça dos animais. O Nelore Katayama tem como marcas: a alta musculosidade, o adequado acabamento da carcaça, a musculosidade aferida por ultrassonografia na área de olho de lombo (AOL) e o acabamento de gordura, que integram o índice de seleção do PKGA.

icone

A MATRIZ NELORE KATAYAMA TEM QUE EMPRENHAR NOVA E PERMANECER DESMAMANDO UM BEZERRO PESADO A CADA ANO NO REBANHO, QUE SERÁ TERMINADO PESADO, COM RENDIMENTO E ACABAMENTO ADEQUADOS, EM IDADE JOVEM


Neste contexto, o Índice de Seleção do PKGA (IKA) foi configurado da seguinte maneira:


IKA


A nutrição é o fator ambiental de maior influência na expressão do potencial genético dos animais. Restrição ou excessos nutricionais podem promover sub ou superestimativa do potencial genético. Assim, o equilíbrio e bom senso técnico e econômico no planejamento nutricional são preconizados no PKGA para a viabilização da pecuária de ciclo curto a pasto, com a incessante busca por animais adaptados, mais produtivos e rentáveis a cada geração.

AMBIENTE DE SELEÇÃO

Todas as fazendas do Grupo Katayama adotam um planejamento nutricional 100% a pasto para as fases de cria e recria. As pastagens, majoritariamente do gênero Brachiaria, proporcionam, em anos normais, adequado suporte forrageiro na primavera/verão e escassez no inverno. Considerando a categoria animal e as condições de oferta quantitativa e qualitativa das forragens, os planos de mineralização com linha branca, suplementação mineral-proteica ou mineral-proteica-energética são preconizadas de forma técnica e sem exageros, sem mais nem menos. Assim, a condição de confinamento somente é praticada na fase final de preparação dos touros jovens após a avaliação de sobreano e nos animais em fase de terminação para venda ao frigorífico.

Octávio: Sintetizar o manejo nutricional


iconeGrupo de manejo: A base das diferenças genéticas no PKGA.

Dar as mesmas condições ambientais a todos os animais para que as diferenças existentes entre eles sejam em grande parte genéticas é a principal regra prática do melhoramento genético. Na Katayama, este conceito é seguido à risca na formação dos lotes de manejo nas fases pré e pós-desmama. O lote ou grupo de manejo é formado no nascimento com os bezerros em idades bem próximas, convivendo e tendo acesso às mesmas condições de ambiente até serem desmamados. Após a desmama, as novilhas integrarão os grupos de manejo de fêmeas e os garrotes de machos, que somente serão desfeitos após a avaliação de sobreano. Portanto, no PKGA, o rigor na formação e manutenção dos grupos de manejo se traduz em avaliações genéticas mais consistentes e confiáveis.

A coleta das medidas, sejam pesos, perímetro escrotal, medidas de ultrassonografia de carcaça, escores visuais, dentre outras, são matéria-prima para a estimativa das DEPs. Ao longo das fases pré e pós desmama, todos os animais do PKGA são submetidos a uma sequência de avaliações, com cronograma e procedimentos bem definidos.

AS AVALIAÇÕES DE DESEMPENHO
AS AVALIAÇÕES DE DESEMPENHO

Avaliação de Desempenho Genômico: Auxílio de peso na seleção KA.

Além do uso das avaliações genéticas na seleção, todos os produtos do PKGA passam por uma avaliação de desempenho intrarrebanho, em que são classificados em elite, superior, mediano e inferior, em função do seu desempenho nas fases de desmama, ano e sobreano. Desta forma, a seleção prioriza nas avaliações genéticas o ganho, um importante subsídio para respaldar a seleção dos touros e matrizes produzidos no PKGA.

AS AVALIAÇÕES DE DESEMPENHO

Biotipo KA: Retrato Nelore do produtor de carne de qualidade na pecuária de ciclo curto.

Um diferencial (e identidade) da seleção do Nelore Katayama está na produção de animais com carcaças musculosas e bem acabadas. Numa metodologia integrando as medidas de ultrassonografia e escores visuais de carcaça dos animais, o time técnico do PKGA desenvolveu as classes de biotipos almejadas, sendo: PRIME, TOP BEEF e TOP FAT. Assim é o PKGA, avaliações conduzidas sob padrões técnicos gerando informações de qualidade que respaldam a consistência e confiabilidade da seleção do Nelore Katayama.

A seleção massal do Nelore Katayama possibilita maior intensidade de seleção, com produção de grande número de animais superiores. Diante da consistente evolução genética dos rebanhos ao longo dos anos (figura abaixo), a produção de animais geneticamente superiores cresceu proporcionalmente com projeção de 1000 touros jovens, em 2020.

Evolução Genética para MGTe

Hoje, a Katayama Pecuária produz mais e melhor, posicionando-se entre os maiores e melhores criatórios fornecedores de genética avaliada da raça Nelore, no país. Cada safra está superando geneticamente a anterior. Reflexo disto é a safra atual (Safra 2018), com mais de 81% dos produtos sendo Deca 1 (TOP 0,1% a 10%) para o MGTe (índice de seleção da ANCP). Se somarmos os produtos de Deca 1 e 2, ou seja, dentre os 20% melhores MGTe da ANCP, a abrangência é de mais de 96% dos produtos avaliados.

Distribuição por Deca de MGTe (%)

Deste universo de animais superiores, são selecionados os touros e novilhas jovens Katayama para fazer a reposição dos plantéis e para serem comercializados nos leilões Katayama, em agosto e outubro, ou em venda direta na fazenda.

A cada ano um seleto time de poucos touros jovens é selecionado pela superioridade em todas as avaliações do PKGA e utilizados via inseminação artificial em acasalamentos dirigidos nos rebanhos da Katayama. O foco está em revelar talentos como pais de produtos superiores com a genética mais atual do PKGA. Este programa de teste de progênie é chamado de PINT-KA (Programa de Identificação de Novos Touros da Katayama Pecuária). Todos os principais touros da seleção Katayama foram revelados pelo PINT-KA, tais como Gânglio KA, Jayad KA, Jargon KA e Kochi KA. Muitos outros despontarão a medida em que forem completadas todas as avaliações de suas progênies.

Não é fácil fazer parte deste seleto time. O primeiro filtro é o da avaliação genômica, em que os touros candidatos deverão ser de linhagens de interesse e estar entre os 0,5% melhores machos da safra. O segundo filtro é o da avaliação de desempenho intrarrebanho, em que todos deverão ser elite ou superior em relação aos seus contemporâneos para pesos (desmama, ano e sobreano), ganho em peso (pré e pós-desmama), perímetro escrotal (ao ano e sobreano), área de olho de lombo e acabamento de gordura por ultrassonografia e ter biótipo priorizado no PKGA (Prime, Top Beef e TOP Fat). Em se tratando de animais PO, a caracterização também é considerada e chancelada pela ABCZ.

TESTE DE PROGÊNIE DOS TOUROS KA: PINT-KA
Gilson
OCTÁVIO SILVA
Fransérgio Duarte
Dr. Márcio R. Silva
Prof. Dr. Victor B. Pedrosa